Sobre

Foto de Marina Melchers


     (Maria) Nataly nasceu em Olinda-PE no dia 24 de junho de 1997 e não, ela não tem sotaque. Veio pra São Paulo com menos de 6 meses de vida e desde então só morou uma vez no Nordeste, mas sempre passa as férias no estado do frevo. E hoje aos 18 anos, se considera mais paulista do que pernambucana.
 
    Apesar de ter 18 anos, tem mentalidade de 10 ou 30, depende da situação, coração de 6, coluna de 80, humor de 25 e pique de 60. Prefere ficar em casa assistindo filme do que sair para balada. Não bebe, não fuma e diferente do que pensam, mesmo assim, vive e vive muito.

    Desde pequena falava mais do que normal e sempre ouviu; "Você fala mais do que o homem da cobra." e só depois, aos 17 anos, foi descobrir o significado dessa expressão. Aos poucos foi pegando gosto pela leitura e logo começou a escrever, sobre sentimentos na maioria do tempo. Gosta de imaginar situações e histórias que nunca poderiam se tornar reais, mas que graças as palavras e  a sua imaginação, ganham vida.

   Sonhadora do jeito que só ela consegue ser, acredita que um dia poderá mudar o mundo ou quem sabe mudar o mundo de alguém. Qualquer uma das opções já valeria a pena. Acredita também que a bondade e a compaixão pelo outro podem fazer a diferença e por isso sempre olha ao redor procurando uma forma de ajudar quem precisa e colocar um sorriso, a curva mais linda do corpo, no rosto de alguém.

  Um dia irá conhecer o mundo e todos os países esquecidos. Enquanto isso não acontece, viaja por meio dos livros e filmes. Esses dois sempre a levaram para lugares incríveis, onde acabou conhecendo pessoas igualmente incríveis.

  Apesar de não saber dar conselhos e sempre terminar um falando "Sei lá.", adora ouvir sobre histórias de amor (correspondido ou não) e coisas do coração (inteiro ou partido). Já teve seu coração partido algumas vezes e encontrou nas palavras um jeito de desabafar. Mistura realidade com ficção, suas histórias com as que escutou e acaba por escrever vários textos. Atualmente tem 12 esperando para ser terminado.

 Por fim, (Maria) Nataly é o tipo de garota que, por mais que você a conheça bem, nunca a conhecerá totalmente e talvez seja essa a sua maior riqueza. Quanto mais você descobre mais tem o que descobrir.

Nenhum comentário :

Postar um comentário